segunda-feira, 3 de agosto de 2009

"Mexidão + Polenta" (Chopp da Fábrica - Belo Horizonte, MG)



Em Minas Gerais, o mexido é uma unanimidade. Desde que me lembro, sempre apreciei esta iguaria, geralmente devorada à noite e contendo as sobras do almoço.

Quase todas as pessoas que conheço se arriscam na preparação do prato, mas ninguém até hoje o preparou como no Chopp da Fábrica, bar e restaurante localizado no bairro Santa Efigênia e conhecido por ser a salvação do pessoal na madrugada.

Aberto em 1991, o local passa por uma reforma que vai dobrar sua capacidade. Antes com 34 mesas, divididas entre calçada, varanda e salão interno, deve oferecer mais 27 e ganhar um novo andar até o final da reforma, prevista para terminar em dois meses.

Quando chegar ao Chopp da Fábrica, não caia na pegadinha do cardápio, que indica mexidão para uma (R$13,90) e para duas pessoas (R$19,80).

O primeiro serve cerca de três famintos, e o segundo de quatro a cinco.

Prato mais pedido da casa, o mexido é preparado com arroz, feijão, ótima carne desfiada, ovo, couve e torresmo, e ainda vem acompanhado de saborosos pedaços de linguiça defumada. É o tipo do prato que vai te deixar bem, feliz e confortável, principalmente se degustado pouco antes de dormir.





E, para acompanhá-lo, não há nada melhor que a magistral e sempre fumegante polenta à mineira, preparada com angu mole, molho à bolonhesa, couve rasgada e muçarela fresca. O queijo derrete em meio ao molho, temperado na medida certa.

Muito bem servida, custa R$10,80 na versão individual e R$15,40 para duas pessoas. A quantidade real é a mesma do mexido.



As duas especialidades chegam à mesa em panelas de ferro, o que ajuda a manter a temperatura e o clima de simplicidade do local.

Deixe a vergonha de lado e misture sem pudor o mexido à polenta.



Vale a pena pingar algumas gotas no prato da perfumadíssima pimenta preparada no local. Os sabores se abrem, se intensificam, sem que, para isso, sua língua pegue fogo. 




Os pontos negativos ficam para o site do restaurante, há mais de dois anos em manutenção, e para a não aceitação de cartão de crédito.

Portanto, vá com dinheiro ou cartão de débito e se delicie com a simples e deliciosa culinária mineira. Ah, e para beber vá de cerveja, porque chopp, só no nome da casa mesmo, já que ela não oferece a bebida.

Fique atento para os horários de funcionamento. 

Aos domingos abre ao meio-dia e fecha às 3 da manhã. De segunda a sexta inicia os trabalhos às 11 horas. Na segunda encerra às 2 da madrugada, na terça, às 3, na quarta, às 4, na quinta, às 5, e na sexta às 6 horas da manhã. Aos sábados o funcionamento é de meio-dia às 6 da matina. 







CHOPP DA FÁBRICA
Av. do Contorno, 2736 - Sta Efigênia (Em frente ao Hospital Militar)
Belo Horizonte, MG
Tel.: (31) 3241-1766
http://www.choppdafabrica.com.br/




NOTAS E ATUALIZAÇÕES DO EDITOR EM 7 DE ABRIL DE 2015


*Após a reforma descrita no texto, o Chopp da Fábrica ainda anexou o imóvel ao lado, aumentando mais uma vez a capacidade do local. 

**Após a reforma, em 2009, o local passou por uma espécie de elitização fajuta. Foi quando aumentou os preços e colocou pratos quadrados para os clientes fazerem suas refeições. 

***Nesta mesma época, a qualidade da comida caiu. Mas, de um tempo para cá, vem melhorando gradativamente. 

****Atualmente, o mexidão para uma pessoa custa R$19,70, e para duas sai por R$35,80. A novidade é a porção que atende três comensais e vale R$53,10.

*****Atualmente, a polenta à mineira para uma pessoa custa R$17,50, e para duas sai por R$33,20. Outra novidade é a porção que atende três e vale R$48,30. O detalhe é que agora ela vem gratinada, como é possível ver em uma das fotos acima. 

******O local já aceita cartões de crédito e agora oferece chope da Heineken por R$5,90 (300ml).

18 comentários:

  1. Nooooossa,
    cheguei em casa há 30 minutos... preparei uma comidinha por aki... mas depois de ler a resportagem... a fome voltou! Num guento!
    Chopp da Fábrica... um clássico!
    Belo post Nenel!
    As fotos ficaram mto legais também!
    forte abraço e sucesso!

    Pascy

    ResponderExcluir
  2. Noooossssa...

    Pensa na vontade que deu neste exato momento de ir pra MG procurar o tal mexidão...
    PQP

    ResponderExcluir
  3. O Chopp da Fábrica perdeu um pouco do charme depois dessa reforma, mas segue sendo um excelente lugar pra se comer. Pressinto que muitos shows ainda acabarão por lá. hehehe

    ResponderExcluir
  4. Grande Nenas!

    Boa dica essa sua, só faltou o "filé surprise"! Hehehe... Aproveito para deixar a dica para próximos posts: os petiscos do Mercado Central ou mesmo o simples abacaxi vendido em pedaços (antigamente no espeto) por lá, o clássico "Rochedão" que tanto amo e os pastéis da Marília de Dirceu.

    No mais sucesso e conte com a ajuda do amigo aqui! Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Nens, lin-do seu blog, tá de parabéns...!!!!
    Visitarei e indicarei sempre....
    Pena que eu tô engordando só de olhar....
    Bjao e sucesso, sempre!!!
    Mari

    ResponderExcluir
  6. Ei Danielzinho, é a Ana Luisa, do sagrado, tudo bem? Sempre que podia dava uma escapada pra almoçar o carinhosamente apelidado mexidão. Da próxima vou pedir a polenta pra acompanhar. Adorei o blog! Continue com suas dicas que já virei seguidora! Bjão

    ResponderExcluir
  7. Neny!!!!!!
    mandou bem demais... todo final de noite é de lei passar pelo chopp!!! vc esqueceu de comentar do delicioso Parmagiana de Spaguetti! Vale a pena conferir tbm galera!!!!
    Bjs a todos

    ResponderExcluir
  8. Grande Nenel! Pô, sem querer você me emocionou com este post. O Chopp da Fábrica foi um dos últimos lugares que almocei com meu velho pai antes dele partir para o andar de cima. Menu do dia: MEXIDÃO! O blog tá sensacional! Conforme prometido, já está nos favoritos do Mondo Metal. Valeu!

    ResponderExcluir
  9. Nenel maravilhoso!
    Adorei seu blog!.Você me trouxe lembranças que jamais esquecerei ao lado do seu tio.Foi ele quem me ensinou a apreciar tudo isto que temos de bom aqui em B.H.Parabéns!Bjs
    Mara Isa

    ResponderExcluir
  10. Delirei com o post.... madrugas no Chop da Fábrica são sempre incríveis...
    Depois quero um post sobre o Rochedão do Bolão, meu favorito!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Guillermo Tângari5 de agosto de 2009 17:43

    Velho!!! fiquei deprimido. Não sabe o quanto isso me deixa com saudades de BH. Me lembro do dia em que me encontrei com vc e o Jhonny em uma dessas madrugas da vida no Chopp! Parabéns pelo Blog, pode ter certeza de que vou acompanhar.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  12. Nenas ficando famoso: www.odebate.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=12608&Itemid=115
    Neny, eh unanime... Post do Bolao please!!
    abracos - Dedetz

    ResponderExcluir
  13. já tô querendo a próxima dica Nenel!! qual é a próxima parada?? abraço

    ResponderExcluir
  14. ÓTIMO BLOG NENAS!!!

    Presunto "O Rei"

    ResponderExcluir
  15. Segui a dica do blog e fui ao Chopp da Fábrica. Pedi o pior torresmo que já comi na minha vida. Chegou frio e grudava nos dentes. Depois pedi o mexidão pra uma pessoa, a R$ 15,70, que veio horrivel, dois pequenos pedaços de uma linguiça fraquíssima, tempero do mexido todo desigual, alguns caroços de feijão e carne desfiada esturricada na chapa. Qualquer hora confiro novamente. A conta deu R$ 47,00. Não valeu! Bruno

    ResponderExcluir
  16. Caro Bruno, sempre achei a comida do Chopp da Fábrica fabulosa. Era simples, porém farta e muito bem feita.

    Na ocasião em que fiz esta matéria aqui para o blog, os pratos mantiveram seu alto nível.

    Após a reforma, que citei no 2º parágrafo, quando ela ainda estava em andamento, fui ao restaurante algumas vezes, e concluí que a qualidade caiu muito, além dos preços terem sido inflacionados.

    Não sei o que aconteceu, se trocaram os cozinheiros etc. Mas creio que se preocuparam muito com a reforma e esqueceram de manter a qualidade das preparações.

    Me parece que quiseram ficar mais "chiques", com a introdução de pratos quadrados e outras coisas.

    Que saudade da simplicidade e da qualidade do "velho" Chopp da Fábrica.

    Um abraço.


    Ass: Nenel

    ResponderExcluir
  17. Nenel,

    é com tristeza que venho a esse post maravilhoso para constatar a queda da qualidade do Chopp da Fabrica. Fui frequentador assiduo desde meus tempo de faculdade, la pra 2003, sempre passava lá uma vez por semana, pra tomar uma cervejinha e comer a polenta.

    A qualidade dos pratos ja havia caído faz um tempinho, mas ainda assim valia a pena a visita. Recentemente voltei ao Chopp, e constatei tb a absurda diminuição nos pratos do lugar. O tropeiro pra um, agora realmente é pra uma pessoa, preferencialmente com pouca fome. Já os preços se mantiveram os mesmos.

    Uma decisão certamente lamentavel. Se a questao era aumentar os preços, que o fizesse, sem diminuir as porções. Me senti como o marido traído.

    O charme do lugar, que era comer bem, em quantidade e qualidade, por um preço justo, acabou totalmente.

    abraços

    Dan

    ResponderExcluir